Spitz Alemão

Spitz Alemão (Kleinspitz)

Dados da Raça

Spítz Alemão Anão, também chamado de Lulu da Pomerânia, é um cão gracioso, inteligente e ativo. Esses cães precisam de limites para não ficarem agressivos.
 
Família: Spitz e Tipo Primitivo

Origem: Alemanha

Grupo da FCI – Grupo 5 (Cães de Companhia)

Padrão FCI Nº 97 – 25/01/2013

Posição no ranking de inteligência: 23ª posição
Padrão da raça: confira aqui

Personalidade: Brincalhão, Inteligente, Amigável, Sociável, Ativo, Extrovertido.

CoresBranco, Preto, Cinza Sombreado, Tan, Marrom, Laranja, Partcolor, Laranja Sable, Creme, Merle.

Características

Energia █ █ █ █ ░ ░

Gosto por Brincadeiras █ █ █ █ █ ░

Amizade com Outro Cães █ █ █ █ ░ ░

Amizade com Estranhos █ █ █ █ █ █

Amizade com Outro Animais █ █ █ █ ░ ░

Necessidade de Exercício █ █ █ █ █ ░

Apego ao Dono █ █ █ █ █ ░

Guarda Cão █ █ █ █ ░ ░

Cuidados com a Higiene do Cão █ █ █ █ ░ ░

 

Origem da Raça

Historicamente, estes animais chegaram à Europa levados pelos vikings, sendo mencionados pela primeira vez na literatura alemã em 1450. Enquanto o canino de porte médio foi criado para o pastoreio, os outros dois foram desenvolvidos para serem cães de companhia. Diz-se que estes cães não gostam de serem comandados e que por isso devem ser adestrados desde cedo. São ainda muito classificados como alertas e extrovertidos, embora teimosos.

No caso específico dos Spitz, conhecidos até a década de 90 como Lulu ou Pomerânia (nome mantido ainda pelos criadores americanos e canadenses), especula-se que a raça tenha sido desenvolvida numa região de fronteira entre a atual Alemanha e a Polônia, conhecida por Pomerania.

 

Sua expansão pelo mundo ocidental deveu-se principalmente ao fato de terem caído nas graças da realeza britânica. Os primeiros cães da raça chegaram à Inglaterra na bagagem da rainha Charlotte, esposa do rei George III. No entanto foi com a paixão de sua neta, ninguém menos que a Rainha Victoria, que os Pomerâneas ganharam destaque, especialmente a partir de do século 19, quando foram aceitos pelo The Kennel Club.

Seu aspecto de pelúcia, a variedade de cores e tamanhos (a raça comporta 5 tamanhos diferentes), além de seu temperamento afetuoso garantiu que o Pomerânea logo conquistasse um lugar de destaque nas cortes européias.

 

E não à toa, diversas personalidades de renome em diversas épocas mantinham seus pequenos Lulus, entre eles, Michelangelo (1475-1564), cujo cão o acompanhava durante o trabalho de pintura da capela Sistina, Mozart (1756-1791) tinha uma fêmea chamada Pimperl a quem chegou a dedicar uma ária, no que mais tarde seria seguido por Chopin (1810-1849), que dedicou a valsa “Valse des Petits Chiens” à sua cadelinha da raça.

Nos Estados Unidos o Pomerânia foi reconhecido como raça independente em 1888.

 

Tamanhos

Wolfspitz (Keeshond) – 49 cm +/- 6 cm (43 a 55 cm)

Spitz alemão grande: 46 cm +/- 4 cm (42 a 50 cm)

Spitz alemão médio: 34 cm +/- 4 cm (30 a 38 cm)

Spitz alemão pequeno: 26 cm +/- 3 cm (23 a 29 cm)

Spitz alemão anão (Lulu da Pomerânia): 20 cm +/- 2 cm (18 a 22 cm)

– Cães abaixo de 18 cm são indesejáveis, conforme padrão internacional da FCI.

Personalidade

Os Pomeranias são excelentes cães de companhia, muito dedicados aos seus donos. Alegres e dispostos. Os cães das variedades Pequeno e Anão, são ideais para pequenos espaços e donos moderadamente sedentários, uma vez que se contentam com pequenos passeios. Os de tamanho maior (Spitz Alemão Médio, Grande e o Spiz-lobo) apesar do tamanho não exigem grandes níveis de atividade.

De maneira geral e cada um de acordo com o seu tamanho, são cães muito alertas e podem avisar seus donos de qualquer alteração latindo aos menores sinais. Essa característica é um dos problemas que podem trazer para os donos que quiserem mantê-los em apartamentos, e deve ser desestimulada desde a primeira infância.

Os maiores são bastante resistentes e podem participar de atividades como caminhadas e cooper sem se cansar facilmente.

Com crianças, deve-se tomar alguns cuidados, especialmente visando resguardar os cães. Os Spitz Pequeno e Anão não devem conviver com crianças muito pequenas ou agitadas, que em suas brincadeiras mais atrapalhadas podem facilmente vir a machucá-los. Portanto, caso a idéia seja adquirir um Spitz em uma casa com crianças pequenas, a supervisão dos pais é fundamental.

Os Spitz estão classificados separadamente no ranking de inteligência elaborado por Stanley Coren em seu livro ‘A Inteligência dos Cães: os Spitz Alemão Pequeno e Anão estão na 23a posição entre as 135 raças pesquisadas, enquanto que o Spitz-lobo (ou Keeshound) ocupa a 16a posição. Os Spitz Médio e Grande não constam da relação.

De maneira geral convivem bastante bem com outros cães e podem, desde que acostumados desde cedo, conviver com outros animais e até mesmo com gatos.

Fonte:

www.tudosobrecachorro.com.br

www.cbkc.org

www.animalnet.com.br

www.akc.org

www.portalpet.com.br

Comments are closed.